12 de julho de 2005

REVIEW
The Notebook


A história tem um enredo simples e passa-se em duas alturas diferentes ainda que as personagens sejam as mesmas.
Um filho do campo envolve-se num namoro de Verão com a filha de um casal citadino, society da época, um pouco à imagem da Pimpinha Jardim: imaginem como seria se ela se juntasse com um qualquer iliterado proveninente das camadas mais baixas da sociedade...
A história tem vários altos e baixos, começando por um improvável aproximar das duas personagens, passando para uma fase em que há várias alterações de cenário, mas sempre igualmente imprevisíveis e deliciosas... Certos momentos são verdadeiramente emocionantes e capazes de levar às lágimas as pessoas mais sensíveis mais do que uma vez...
O final da história não é completamente infeliz e não tem muito a ver com o contexto principal do filme, mas é igualmente emocionante e intenso.

O melhor: As lágrimas de alegria.

O pior: Alguma vez tinha de acabar...

2 comentários:

Edgar disse...

Diz-se por aí que é um dos melhores livros do Nicholas Sparks... Tenho que ver isso ;)

Sandra disse...

epá no conheço isso...é mais para a lista de filme obrigatórios....


Jokas

P.S: obrigado pelas dicas...