5 de outubro de 2005

REVIEW
Last Days

Ano: 2005
Realizador: Gus Van Sant
Actores: Michael Pitt, Lukas Haas, Asia Argento

O último filme de Gus Van Sant retrata os últimos dias de uma estrela cintilante da música, cujas parecenças com Kurt Cobain são mais que muitas, enquanto definha lentamente (muuuuuuuito lentamente) rumo ao final que já todos conhecemos.

Isto quer e não quer ser um retrato dos últimos dias do mítico músico. É nesta dicotomia diletante e indecisa que se arrasta penosamente, através de planos iguais uns aos outros e deixados em "pause" durante 2 minutos cada. Para mim, e após um longo dia de trabalho, funcionou como um excelente soporífero para a noite de sono que se seguiu.

Pelo meio, encaixa-se um "interessante" (e vazio de qualquer conteúdo visual ou narrativo) estudo sobre a solidão e sobre a forma como esta pode retirar sentido à vida de uma estrela de rock vazia e entregue à sua "dose" diária.

E é isto, uma crítica tão sucinta e vaga como o próprio filme.

O melhor: Michael Pitt, a recriar bem Kurt Cobain (mesmo que não seja propositado, torna-se inevitável).

O pior: Lento, vazio, desprovido de argumento, actores, diálogos ou algo que prenda o olho ao cinéfilo. Natureza morta, portanto.

Classificação: 2/10

Sem comentários: