21 de dezembro de 2005

REVIEW
The Pianist

Image hosted by Photobucket.comAno: 2002
Realizador: Roman Polanski
Actores: Adrien Brody

Homenagem justa a um filme surpreendente, que triunfou na Academia mas que, por uma vez, não é uma chachada aborrecida, agradável apenas aos olhos dos entediantes membros da Academia.

É a história verídica de Wladyslaw Szpilman, um dotado pianista polaco que vive, em primeira mão os horrores da chacina que foi a II Guerra Mundial.
O filme começa por narrar o começo de uma Polónia invadida e o crescendo de privações pelas quais passa a, cada vez mais, depauperada família de Szpilman. Até que o conflito estala e assistimos a uma sequência arrepiante de jogos de sobrevivência, onde apenas os contactos que o pianista tem, fruto da sua fama que ultrapassa fronteiras, lhe conseguem fornecer os meios necessários para ir iludindo o exército alemão. Isto à medida que os ataques aliados se intensificam, o que faz com que Szpilman se veja num verdadeiro "fogo cruzado", apanhado no coração dos bombardeamentos aliados e desviando-se habilmente dos alemães em fuga.

Não há palavras para descrever este filme, onde Roman Polanski consegue mesclar de uma forma divinal a crueldade e dureza da guerra com os magistrais solos de piano de Szpilman, verdadeiros odes a uma tranquilidade paralela e quase surreal, quando situados num ambiente daqueles. Adrien Brody arranca uma performance excepcional, divinal, assustadiça mas que, ao mesmo tempo, faz despertar um forte e básico instinto de sobrevivência. O filme é tremendamente interessante e leva-nos de uma ponta a outra sem um minuto de aborrecimento. É, portanto, a mais poética obra sobre a II Guerra Mundial, capaz da improvável simbiose entre o suave tom da música clássica e o brutal rufar das lagartas dos tanques.

O melhor: O instinto de sobrevivência de Szpilman, quando as coisas apertavam.

O pior: O ar ligeiramente apaneleirado de Adrien Brody. Contribui para a suprema sensibilidade do personagem, mas pronto... aquilo parece-me inato ao actor! Além do mais, tinha que arranjar alguma coisa para pôr neste espaço...

Classificação: 9.5/10

1 comentário:

Sandra disse...

Este já vi... e realmente para mim o que está de melhor é o papel que o Adrien Brody desempenha, o gajo aparece do nada....e marca logo.

Beijos
Sandra