30 de março de 2007

REVIEW
The Queen

Ano: 2006
Realizador: Stephen Frears
Actores: Helen Mirren, James Cromwell

Quando comecei a ver este filme, foi um bocado a contra-gosto porque se há merda que detesto são filmes sobre gente empinada, comuns no género vitoriano no qual, volta e meia, tenho o azar de tropeçar.

No entanto, mal o filme começa, aparece a imagem de um recém empossado Tony Blair (ou seja, do actor que o encarna) e, ao vermos que "é parecido, mas não é" pensamos logo que Stephen Frears tem pinta e o filme promete.

Ao longo do mesmo, que retrata a vida da rainha de Inglaterra no período que se seguiu após a morte da princesa Diana, esborrachada contra um poste num túnel de Paris, deixamo-nos guiar pelo ritmo escorreito que o realizador engendrou para caracterizar uma certa sobranceria já deveras conhecida na realeza britânica, mais preocupada em caçar e arrumar uns quantos veados para pôr por cima da lareira do que em mostrar, publicamente, um certo sentimento perante a morte de um ícone do povo.
Como é sabido, esta atitude valeu muitas críticas à monarquia britânica, mas o grande trunfo do filme é precisamente contar o dia-a-dia do lado de dentro da realeza sem, por um momento, ceder à tentação de fazer juízos morais sobre as pessoas que a constituem, deixando essa tarefa para o espectador.
Isto, aliado ao facto de que o filme dura apenas uns 80 e poucos minutos, torna o filme muito leve e muito fácil de se ver e, quando acaba, quase nem demos conta do tempo a passar, o que é sempre bom num filme.

O melhor: A interpretação "contida" de Helen Mirren e o tom surpreendentemente cativante.

O pior: À excepção da rainha, os actores não se parecem com os personagens da vida real que encarnam.

Veredicto: Sobriedade monarquico-cinéfila!

Classificação: 7.5/10

Sem comentários: