1 de fevereiro de 2008

REVIEW
Rendition

Ano: 2007
Realizador: Gavin Hood
Actores: Meryl Streep, Jake Gyllenhaal, Reese Witherspoon

Focado sobre a actual lei, em vigência nos EUA, que lhes dá poder para capturarem alguém, em algum lugar, sob nenhum pretexto que não seja a suspeita de serem terroristas, é um filme que, basicamente, trata de um atentado e da busca da CIA por bodes expiatórios.

Calha a fava a um engenheiro químico de origens árabes, a viver nos States, que até tem uma mulher loira (Reese Witherspoon, num bom papel, a mudar aquele registo monocórdico que já fazia lembrar a Meg Ryan), mas que tem o azar de se chamar "El-Ibrahimi" ficando, com isto, tudo dito sobre a paranóia americana.

E, no fundo, o filme acaba por ser um manifesto contra esta lei draconiana que o palhaço Bush implementou, só que é um manifesto sem grandes tomates pois limita-se a arranhar a superfície e nunca sentimos que o realizador tenta, a toda a força, pôr o dedo na ferida.
De resto, está estereotipado até à medula, não nos personagens, mas nos actores. Meryl Sreep mostra, uma vez mais, a facilidade com que muda o registo de mãe extremosa, por exemplo, para uma cabra lixada que não olha a meios. Jake Gyllenhaal passa o filme todo com um olhar ausente e alucinado, a fazer lembrar o que passeou por todo o Donnie Darko. Só Reese Witherspoon surpreende, ao soltar aqui e ali uns laivos de emoção e uns gritos histéricos.

Enfim, deixa-se ver, mas é um filme sem grandes ambições. O que é pena pois, pela temática que foca, merecia algo mais, que o tornasse mais marcante... Too bad.

O melhor: O foco num tema actual e preocupante.
O pior: É um filme de vôo rasante...
Classificação: 5.5

Sem comentários: