14 de março de 2008

REVIEW
Knocked Up

Ano: 2007
Realizador: Judd Apatow
Actores: Seth Roger, Katherine Heigl

Knocked Up é mais um singular exemplar da chamada "comédia inteligente", que tantos adjectivos positivos arrasta por entre toda essa prole intelectual cinemalóide e que será, sem grandes dúvidas, centro de acaloradas discussões em tertúlias semi-gays de geeks cinéfilos e minuciosos, que estudam cada linha de diálogo de cada filme como se o mundo acabasse amanhã.

Basicamente, numa noite bem regada (para ambas as partes) o grunho ali da foto ao lado emprenha a mais bela gaja do burgo. O problema são os "após" e, quando ela lhe comunica a gravidez ele, após um "breve" momento de choque, decide apoiá-la em tudo... O problema é que ele é um gajo cujo métier consiste em gerir um site que contabiliza o número de minutos que as estrelas de Hollywood aparecem nuas nos filmes o que, como se deve imaginar, não é algo que gere assim muito dinheiro... E, como consequência talvez óbvia, ele também não percebe muito de paternidade e o que temos aqui no filme é, mais ou menos isto:

1) Gajo e gaja conhecem-se. Pinocada, gravidez e um "Oh porra que fizemos merda. E agora?".
2) "Vamos tentar fazer com que isto resulte".
3) 30 minutos em que tudo vai bem.
4) 30 minutos em que as personalidades chocam e nunca mais na vida se querem ver à frente.
5) Um final com "Desculpa querida, fui um parvo, aceitas-me de volta?"

Se calhar é um bocado redutor, mas não anda longe da verdade. Ou seja, debaixo deste rótulo de comédia inteligente (onde apenas os primeiros 20 minutos o são, verdadeiramente, com diálogos muito bem conseguidos e inspirados) esconde-se, encapotado, um "caso da vida" pastelão e a puxar ao sentimentalismo que, ainda por cima, tem 2 horas e tal de duração e cujo final já cheirámos à légua, ainda o filme ia a meio... Não vai ficar na história e... 40 Year Old Virgin era bem melhor.

O melhor: Os primeiros 20 minutos.
O pior: O filme esvazia-se e torna-se oco e mundano...
Classificação: 6

Sem comentários: