24 de maio de 2009

REVIEW
Fast and Furious

Ano: 2009
Realizador: Justin Lin
Actores: Vin Diesel, Paul Walker

Há uns 8 anos atrás, vibrei à grande no cinema com o primeiro Fast and Furious. Achei que o Rob Cohen, embora seja um gajo historicamente descerebrado a realizar, fez uns planos giros durante as corridas de rua e deu-lhe uns efeitos interessantes a simular a velocidade excessiva. Enfim, foi um delírio visual, mesmo para quem não gosta do género nem é amante do tuning e saí do cinema com pica para ir rasgar o meu Fiesta de 89 de cima a baixo pelas sinuosas estradas da capital dos estudantes.

8 anos depois, Vin Diesel está mais velho, com ar de quem já foi pai e não está para estas merdas. Infelizmente, o nome Diesel por si só não lhe põe o pão na mesa e há que regurgitar velhos papéis para que o chequezinho lhe vá parar à conta do banco. E só não faz o mesmo com o Riddick de Pitch Black porque esse, entretanto, fica-se a fazer furor pelos écrans dos nossos PC's...

E a verdade é que Vin Diesel (como todo o elenco, aliás) parece estar aqui a fazer um grande frete para trazer de volta ao início o franchise Fast and Furious... e isso nota-se, pois a história é ressabiada, os personagens parecem cansados e a arrastar-se e só os carros brilham em cenas de corridas com tantas mudanças de planos e cortes que a minha mente pareceu trespassada por uma tesoura de podar sebes. Porque de resto... quando há cenas de castanhada brutais e vidros são trespassados por gajos que dão quedas de 10 metros e não partem uma costelinha nem sequer sangram da boca, está tudo dito.

O frete é tão grande que, já perto do fim, começo a desejar que morram todos através de uma inalação mortal de gases intestinais. Infelizmente, tal nunca acontece... e, para culminar, vem aí uma quinta parte do filme!

Oh tempo volta para trás...

O melhor: Os primeiros 10 minutos.
O pior: A história, ressabiada como um traque, não interessa a ninguém.
Classificação: 3

Sem comentários: