5 de outubro de 2009

REVIEW
Personal Effects

Ano: 2009
Realizador: David Hollander
Actores: Ashton Kutcher, Micheller Pfeiffer, Kathy Bates

Dramalhão de vida sobre a perda trágica de dois entes queridos, fui movido a ver este filme pela perspectiva de ver a Michelle Pfeiffer a levar umas berlaitadas do Ashton Kutcher. Lamentavelmente, tal não acontece, pois apenas lhe pendura a perna no lombo, nada mais, não obstante toda a dedicação que empresta ao papel, neste "regresso" aos filmes.

De resto, como já disse, a perda de um marido e de uma irmã unem os destinos amorosos dos protagonistas (ela organiza casamentos e tem um filho com atraso mental, ele é "wrestler" e publicita um fast-food vestido de galinha, nos tempos livres).
A forma como esta união se processa, nomeadamente através da aproximação de Kutcher ao filho deficiente de Pfeiffer (ensina-lhe luta livre, para se defender do bullying) é muito interessante e salva o filme de ser uma desgraça deprimente absoluta.

No entanto, permanece uma sensação de desconforto, de que algo não está bem e que, se calhar, não iremos ter direito a um final feliz... e na verdade, não temos, o que faz com que o filme não saia dos carris desta tonalidade negra e, quando saímos da sala, ficamos inerentemente felizes com a nossa vida, seja ela qual for.

O melhor: Michelle Pfeiffer, admiravelmente tenrinha para a idade que tem.
O pior: ...Tem que haver sempre um filho deficiente nestes filmes para servir de elo mais fraco.
Classificação: 6.5

Sem comentários: