26 de junho de 2010

REVIEW
Drag Me To Hell

Ano: 2009
Realizador: Sam Raimi
Actores: Alison Lohman

Um filme com o título Drag Me To Hell faz com a que minha abrutalhada espinha solte, desde logo, um efeminado arrepio de prazer, que a percorre com a velocidade de uma rede de fibra óptica. E ainda por cima realizado por Sam Raimi, comandante do mítico Evil Dead? Nem que saísse o bosteirão mais grotesco da humanidade isto passaria incólume pelas minhas gordurosas mãos.

E assim foi, o filme não escorregou e eu degustei-o como se fosse o último bastião de um género já demasiada e lamentavelmente gasto.
Foi um bom manjar. Não terá sido lagosta, mas também não foi bife de alcatra. O gore é excessivo e parvo em alguns momentos (Braindead vem logo à memória) e o argumento, que promete muito nos primeiros momentos, desilude um bocado, valendo-se, ao longo do filme, de "set pieces" clássicos para arrebitar o espectador e dar-lhe aquele feeling tão "Raimiesco".

Apesar de não ser uma obra prima, soube bem ver uma coisa assim, ao ponto de poder haver uma sequela (algo convenientemente pomposo como Hell's Revenge ou Hell's Payback).

...E o poster é magnífico.

O melhor: O gore e a nostalgia que provoca.
O pior: Pensei que fosse melhor.
Classificação: 6.5

1 comentário:

Anónimo disse...

adiantei umas partes, e vi que se trata de um filme-susto...

nao ha nada de concreto nessa porcaria, so susto apos susto, e o final me deixou com tanta raiva que se o sam raimi tivesse na minha frente, teria levado uma direita com tanta força que teria quebrado um ou 2 dentes.

DETESTEI! UMA PORCARIA!