26 de junho de 2010

REVIEW
Hachiko: A Dog's Story

Ano: 2009
Realizador: Lasse Hallstrom
Actores: Richard Gere

Algures numa cidadezeca, um professor encontra um Akita abandonado e, não vendo o dono por perto decide adoptá-lo e dar-lhe o nome de Hachiko após ninguém o reclamar como seu. Obviamente que o cão começa a ganhar espaço na família e adquire o hábito de esperar o professor na estação de comboio, de onde ele parte e regressa todos os dias do trabalho.

Só que um dia o professor morre durante o dia e nunca regressa a casa. Hachiko aguarda-o, em vão, na estação... A partir daí, e durante 9 anos, vai TODOS OS DIAS à estação esperar pelo dono, cruzando-se com várias pessoas e mudando várias vidas ao longo dos anos.

O que há de mais notável nesta história é o facto assombroso de ser verídica e de nos dias de hoje, ter sido erigida uma estátua (vá, vão lá ver que a Wikipédia até serve para alguma coisa) ao cão na correspondente estação de comboios japonesa.
Tão assombrosa como a história é a sua transposição para o cinema, onde o realizador (o mesmo de Chocolat) demonstra uma enorme sensibilidade para com o tema, nunca sendo condescendente com o espectador ou tratando-o como se este filme fosse a enésima sequela parva do Beethoven.

É um filme sério, admirável, estupendo a todos os níveis e que extrai o melhor que há nos cães sem fazer deles palhaços de circo. Tudo neste filme parece natural, espontâneo e coerente, fruto apenas da soberba inteligência e tenacidade dos Akitas.

É também uma história que mostra, de uma forma pungente e até capaz de quebrar o empedernido coração deste escriba, como os mais fortes laços entre os cães e as respectivas famílias podem ser seriamente testados pelas inevitáveis vicissitudes da vida, sendo também realçada a inabalável lealdade dos cães para com os seus donos.

É uma pérola inatacável que devia ser vista por todos, sem excepção.

O melhor: A lealdade canina, levada ao extremo.
O pior: Nada de assinalável.
Classificação: 9

Sem comentários: