26 de junho de 2010

REVIEW
Martyrs

Ano: 2008
Realizador: Pascal Laugier
Actores: Morjana Alaoui, Mylene Jampanoi

Num mundo de sangue, gore, vísceras e intestinos a serem expelidos violentamente com os respectivos sons de "sploshh" a acompanhar, é sempre refrescante ver algo de novo, de diferente. Quanto mais não seja na forma tentada, visto que não se podem atirar com estas coisas todas para o caldeirão e esperar que saia de lá uma cabidela soberba.

É o que se passa com este Martyrs. Sob a égide de um thriller psicológico, o filme divide-se em 2 partes, a primeira mais visual e a segunda mais psicológica, sendo que a primeira metade do filme não me levantou propriamente da cadeira pois, não obstante ter uma quantidade colossal de sangue a jorrar de todas as maneiras e feitios, tinha um enredo deveras convoluto, que não fez sentido logo à primeira.

A segunda parte parece, à partida, totalmente desconectada da primeira mas não é... não é, caros espectadores, e a paciência compensa rumo à conclusão que constituí, se calhar, o cúmulo cinéfilo da perversão humana, retratada numa das mais bizarras experiências que me recordo de ver num filme.

Posso até aconselhar isto, mas tenham cuidado porque mete outros banhos de sangue a um canto pela facilidade com que alia o gore visceral ao terror psicológico mais profundo capaz de nos abanar as entranhas. E eu nunca aconselho prudência nestas coisas...

O melhor: Terror perturbador, mas refrescante e com sabor francês.
O pior: O final tem um certo sabor a "what the fuck".
Classificação: 6.5

Sem comentários: