11 de setembro de 2010

REVIEW
The Expendables

Ano: 2010
Realizador: Sylvester Stallone
Actores: Sylvester Stallone, Dolph Lundgren, Jason Statham

Finalmente, e após algum tempo de "retenção", lá fui eu ver esta monumental ode à batatada "eighties", para a qual Stallone convidou a fina flor da castanhada (só faltou um bocado de Chuck Norris e de Van Damme, na minha modesta opinião).

E fico triste, velho e cabisbaixo ao verificar que este festival de pancada não me despertou grande interesse, sendo que ao fim de meia hora de filme já estava mais preocupado com a comichão que me grassava os tarecos e com a cera que me inundava os ouvidos e que escarafunchei ferozmente com a minha unhaca de meio metro.

Enfim, lá para o fim do filme, e depois de já se ter perdido algum tempo em perseguições automóveis inúteis e "plot-directions" que não levaram a lado nenhum, lá se lembraram de, em 10 minutos, entrar pela mais bem guardada fortaleza a sul do pacífico como quem entra pela loja do Ti Zé, sem sequer pedir licença.

Chamem-me exigente, velho, obtuso, o que quiserem... mas até um bom filme de berlaitada (e este tem muita, e com bastante gore) tem que ter algum fundo, alguma substância, nem que seja do tamanho de um pintelho. E aqui, lamentavemente, não temos nada disso, apenas um argumento desinteressante e que é quebrado, aqui e ali, por algum gore gratuito.

Deu-me saudades do Rambo IV, bem mais amargo na sua essência, e até do Commando do Schwarzenegger, bem mais palhação, pois apesar da qualidade do elenco, Stallone e Statham abarbatam-se das melhores cenas e deixam, lamentavelmente, eclipsado um Mickey Rourke que arranca os melhores diálogos do filme.

O melhor: Os cameos e a "velha guarda" toda junta.
O pior: Não tem grande interesse.
Classificação: 5.5

Sem comentários: