29 de maio de 2011

REVIEW
Closer



Ano: 2004
Realizador: Mike Nichols
Actores: Jude Law, Julia Roberts, Natalie Portman, Clive Owen

Mike Nichols, o excelente realizador de coisas tão boas e injustamente esquecidas como a série "Angels in America" dirige esta adaptação de uma peça de teatro homónima que, conforme se nota desde logo, tresanda a teatralidade por todos os poros, o que não é necessariamente uma coisa má, principalmente quando se tem um conjunto de 4 actores notáveis a fazerem coisas, ao longo do filme, que de notável têm muito pouco.

É uma clássica história de amores, traições e enganos, onde se disseca a fragilidade da psique humana em píncaros de intensidade dramática raramente vistos em cinema (e que devem resultar igualmente bem em teatro), onde as feridas da alma são sucessivamente lavadas e expurgadas através de sequências de injúrias ao próximo. Ou apenas porque sim, porque se gosta ou porque não se gosta. Porque o amor pode ser volúvel, complexo, difícil de compreender e de exprimir.

Não é demais realçar o notável trabalho de personagem efectuado pelos 4 actores, cada um com o seu próprio registo e maneira de estar na vida e perante o amor (que todos eles procuram). É esta distinção tão vincada entre pessoas que, tal como na vida, pinta o filme com tons de choque, complexidade e inteligência que poucos podem ter a ambição de conseguir.


Classificação: 8.5

Sem comentários: